Do anonimato ao reconhecimento: conheça a arquiteta Marion Griffin

Continuando a nossa série de #MulheresQueInspiram, falaremos sobre uma das arquitetas mais brilhantes do seu tempo e que teve seu mérito reconhecido apenas um século após a sua morte.

 

Marion Griffin, arquiteta e artista nasceu em 1871, em Chicago, Estados Unidos, mas cresceu em Winnetka, Illinois.

Desde pequena, fascinada pelo crescimento do seu subúrbio em meio a vegetação, foi sempre instigada a aprender e buscar mais conhecimento, decidindo levar adiante sua busca por uma educação de qualidade, persistiu, sendo a segunda mulher formada em Arquitetura pelo M.I.T. (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), em 1894 e a primeira a ser registrada como arquiteta em todo o estado de Illinois

Continuando seu pioneirismo, Marion foi a primeira mulher a ser contratada para trabalhar no escritório do renomado arquiteto Frank Lloyd Wright, onde ficou por 15 anos, tendo desenhado vitrais, diversos prédios, painéis decorativos e móveis.

marion-mahogany-griffin-desenho-2

Todo o seu talento contribuiu com a disseminação e divulgação do estilo “Pradaria”, comumente atribuído exclusivamente a Frank Wright, que infelizmente, nunca deu o merecido crédito pela autoria de seus projetos e desenhos, reduzindo Marion, em vida, à apenas um símbolo da extensão do trabalho dos demais homens do escritório.

Marion Mahogany Griffin - Desenho

Após uma vasta carreira de experiência nos EUA, Marion Griffin realizou projetos e difundiu sua técnica também na Índia e na Austrália, produzindo feitos e projetos suficientes para ter seu trabalho reconhecido quase um século depois, quando historiadores de arquitetura investigaram as nuances e estilo do movimento, reconhecendo sua originalidade, e enfim atribuindo à ela o título de “maior desenhista de arquitetura de sua geração”

Além de arquiteta, Marion foi uma incrível pintora, horticultora, designer gráfica e ativista política.

E ai, gostou da nossa homenageada do dia?
Compartilhe com todas as mulheres que gostam de arquitetura e nos ajude a compartilhar a história dessa mulher inspiradora.